Postagem em destaque

acne

A acne geralmente aparece durante a adolescência , embora esta não seja necessariamente assim, quase 70 por cento das pessoas sofrem de acn...

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Enxaqueca


Enxaqueca afeta 12% da população, com maior incidência entre as mulheres. 58% dos pacientes com enxaqueca são sérias dificuldades nas atividades diárias e cumprir suas responsabilidades, na verdade, é uma das doenças mais incapacitantes, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). É uma doença cujo principal sintoma é dor de cabeça, embora possa também ser acompanhada por náusea, vómitos e sensibilidade à luz e ao ruído. Ela é dividida em dois tipos principalmente: sem aura (o usual) e com aura.

Não se sabe exatamente por que uma pessoa tem enxaqueca, mas sempre pensei que ter uma origem genética, como é comum que, se alguém está sofrendo, alguns de seus filhos também. A origem genética da doença foi demonstrada pela primeira vez por um novo estudo realizado por pesquisadores do vale de Hebrom (Instituto de Pesquisa VHIR) e Departamento de Genética da Universidade de Barcelona (UB).

Estas novas pesquisas identificado pela primeira vez quatro genes que predispõem a enxaqueca sem aura, que é o mais comum. Assim, 70% dos casos de enxaqueca tem uma origem genética, mas pode ser factores ambientais tais como o stress o que daria origem a crise e determinar a frequência.

A pesquisa tem identificado genes MEF2D e TGFbR2, e ASTN2 PHACTR1, que são a prova de que a predisposição hereditária para sofrem de enxaqueca sem aura.

Para o estudo analisamos mais de 2.000 amostras de 5.000 pacientes de enxaqueca e 7.000 indivíduos saudáveis. Assim, tem sido capaz de "nomear e envergonhar estes genes" que predispõem a essa condição.

Esta descoberta irá revelar mais sobre a fisiopatologia da enxaqueca, que, juntamente com os estudos que estão sendo realizados em neuroimagem e na investigação dos mecanismos moleculares, irá proporcionar muito mais eficazes de novas drogas. Atualmente, outros tratamentos são feitos de que aliviar o desconforto causado pela enxaqueca. Uma que tem se mostrado mais eficaz é o tratamento com Botox em pacientes com enxaqueca crônica, pelo menos, 15 dias por mês. O Botox é injetado em pequenas doses no mais sensível a enxaquecas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário